Pilates para gestantes – Por Érika Barroso Batista

22
maio 2013

A gravidez é um período ótimo para mudanças benéficas na vida da gestante e como aliada, surge a atividade física, especialmente, para a mulher que era ativa antes da gravidez e deseja manter a prática de atividade física durante o desenvolvimento do bebê.

No entanto, antes de iniciar qualquer programa de atividade física é necessário solicitar o atestado médico com autorização por escrito e específica para a prática de atividade física.

As contra-indicações absolutas do exercício físico durante a gravidez normalmente ocorrem nos casos de cardiopatias, doença infecciosa aguda, placenta prévia ou baixa, sangramento persistente e doença hipertensiva grave. As contra-indicações relativas acontecem nos casos de diabetes mellitus, obesidade excessiva, anemia e histórico de vida sedentário.

O Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia recomenda que o exercício durante a gravidez seja realizado com intensidade leve a moderada, frequência de 3x na semana e a frequência cardíaca máxima da gestante não deve ultrapassar 140 batimentos por minuto (bpm).

Alterações na gravidez aumentam a demanda muscular e articular. O centro da gravidade (CG) é deslocado anteriormente, acentuando a curvatura da coluna lombar – hiperlordose lombar. Estima-se que 50% a 70% das gestantes são acometidas por dor nas costas, e o método Pilates surge para prevenir e diminuir a dor, fortalecendo e alongando músculos profundos ou estabilizadores. Os exercícios podem ser feitos tanto no solo (Mat) quanto nos aparelhos.

Benefícios do Pilates na Gravidez - Pilates 4U - Vila Mariana
Benefícios do Pilates na Gravidez – Pilates 4U – Vila Mariana

Cabe ressaltar, que alguns cuidados devem ser observados durante a sessão de exercícios no Pilates na gravidez: evitar a posição supina (barriga para baixo), porque comprime a veia cava inferior, reduzindo o fluxo sanguíneo para o bebê; evitar exercícios intensos; se hidratar antes e após a realização dos exercícios; evitar ambiente quente e/ou úmido; e aumentar os intervalos de descanso entre os exercícios. Em caso de qualquer sinal de desconforto, deve-se suspender o exercício e procurar o médico imediatamente. Procure sempre um fisioterapeuta, de preferência especializado em saúde da mulher.

Por: Érika Barroso Batista – Fisioterapeuta

Crefito: 167261-F

Se você é gestante e ainda não encontrou um Studio de Pilates para praticar, venha para o Pilates 4U na Vila Mariana. Agende uma aula experimental, ligue (11) 4328-7780 ou acesse nosso site www.pilates4u.com.br

SOBRE O AUTOR

Pilates

Leave A Comment